segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Campanha Mundial pela Leitura recebe apoio do Livro Solidário

A Imprensa Oficial do Estado, por meio do projeto de incentivo à leitura Livro Solidário, doou nesta segunda-feira, 19, cerca de 200 livros para o Hospital Abelardo Santos que irá compor o acervo do Espaço de Leitura do hospital.

A inauguração será nesta terça-feira, 20, como parte da Campanha Mundial pela Leitura #diadelertododia. A implantação do Espaço de Leitura, que vai funcionar na sala de espera do setor de urgência e emergência, é uma parceria do Hospital Abelardo Santos com a Biblioteca Antônio Tavernard e apoio do Livro Solidário.

Segundo Valdemir Monteiro da Silva, agente administrativo do Abelardo Santos e responsável pelo Espaço de Leitura, a doação recebida da Imprensa Oficial vai contribuir para que o espaço possa atender principalmente as crianças que ficam internadas, além das que são atendidas na urgência e emergência.

“Todos os dias circulam pelo hospital cerca de 100 crianças que são atendidas no setor de urgência e emergência, além das 18 que ficam internadas nos leitos. E os livros serão usados como forma de incentivar a leitura entre esse público”, detalhou Valdemir da Silva.

Valdemir contou que durante todo este mês os funcionários do hospital foram estimulados a fazerem doações de livros para o Espaço de Leitura tendo em vista a Campanha Mundial pela Leitura que tem com o objetivo despertar a sociedade para a importância de ler para o desenvolvimento pessoal e formação de novos leitores, visando à construção de um novo país.

O Hospital Abelardo Santos que funciona provisoriamente na Travessa Itaboraí, no Bairro Ponta Grossa, em Icoaraci, também recebeu duas estantes e um painel do Livro Solidário.




Fasepa – No último sábado, 17, firam doados cerca de 400 livros de diversos gêneros literários para o Centro de Internação de Jovens e Adultos Masculinos (CIJAM), da Fasepa de Ananindeua, além de duas estantes e um painel que serão usados no Espaço de Leitura do Centro, para desenvolver atividades de ensino e aprendizagem com os internos. A imprensa Oficial também doou tintas para os internos fazerem a decoração do espaço usando como suporte o grafite. O CIJAM é a quarta unidade da Fesepa que recebe o apoio do Livro Solidário. 

Texto: Ronaldo Quadros
Ascom Imprensa Oficial do Estado

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Livro Solidário recebe doações de livros dos visitantes do Salão do Livro de Santarém

Estimulados pela natureza do projeto Livro Solidário, coordenado pela Imprensa Oficial do Estado, visitantes do IX Salão do Livro do Baixo Amazonas, em Santarém, têm doado cada vez mais livros para o projeto, o que aumenta ainda mais a possibilidade de renovar o acervo de outros espaços de leitura.

Foi o caso do cabeleireiro Jadson Capucho, de 37 anos, que realizou nesta sexta-feira, 9, a doação de livros infanto-juvenis e literatura em geral. Para ele, a doação representa uma forma de ajudar, por meio do ato do desapego, a construir novos leitores que não têm condições de adquirir livros.

“As doações representam a sensibilidade da comunidade de Santarém em relação ao objetivo do projeto que consiste, sobretudo, em repassar adiante o hábito da leitura. Além disso, as contribuições nos ajudam a formar e subsidiar novos acervos de espaços de leitura, de projetos e futuros acervos de escolas, bibliotecas comunitárias, dentre outros pedidos que recebemos constantemente”, disse a coordenadora do Livro Solidário, Carmen Palheta.



O Projeto - Criado em 2003 e desde 2011 coordenado pela Imprensa Oficial do Estado e pelo Núcleo de Articulação e Cidadania (NAC), o projeto Livro Solidário se consolida como incentivador da leitura em vários espaços da Região Metropolitana de Belém e também no interior do Estado.


Serviço: As doações de livros para o projeto podem ser feitas diretamente na sede Imprensa Oficial do Estado, localizada na Travessa do Chaco, 2271, no Bairro do Marco, ou pelo telefone: 4009.7847.

terça-feira, 6 de setembro de 2016

Socioeducandos da Fasepa Santarém recebem doações do Livro Solidário

O projeto de incentivo à leitura, Livro Solidário, coordenado pela Imprensa Oficial do Estado (IOE), doou nesta segunda-feira, 5, cerca de 500 livros, entre didáticos e literatura geral, para apoiar as atividades didáticas dos socioeducandos da Unidade de Internação Masculina, da Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa) de Santarém. A entrega foi realizada no estande da autarquia montado no Salão do Livro de Santarém. 

A doação faz parte da programação da IOE que este ano é uma das patrocinadoras do IX Salão do Livro da Região do Baixo Amazonas, realizado pela Secretaria de Estado de Cultura, em parceria com a Prefeitura Municipal de Santarém, que iniciou no último dia 2 e segue até o próximo dia 11 de setembro, no Espaço Pérola do Tapajós, com entrada franca.

Segundo a técnica do projeto Livro Solidário, Lucila Girão, a doação para a Unidade de Internação Masculina de Santarém foi sugerida pelo presidente da Fasepa, Simão Pedro Bastos, em reunião com a coordenação do projeto e após uma entrega livros que foi realizada para ima das unidades da instituição em Belém. 

“Como nós já tínhamos programado outra entrega para o projeto Roda Livros, vimos que também poderíamos fazer essa doação para a Fasepa de Santarém e ampliar o número de jovens beneficiados pelo Livro Solidário, explicou Lucila Girão.

A gerente da Unidade, Vanda Lúcia Batista,  informou que no local são atendidos 50 adolescentes que cumprem medida de internação e internação provisória. Segundo ela, os livros vão ajudar no desenvolvimento educacional e cognitivo dos internos. 

“Essa doação é muito bem vinda! Os adolescentes que entram no sistema socioeducativo já entram com uma defasagem muito grande na escolarização. E a leitura é algo que a gente trabalha muito com eles pra despertar a vontade do aprender. Com certeza esses livros vão trazer um resultado muito positivo”, apostou.



A próxima unidade da Fasepa a ser contemplada com doações de livros do projeto Livro Solidário será o Centro de Internação de Jovens e Adultos de Ananindeua. Além dos livros, a Imprensa Oficial vai doar estantes e tintas para que os internos possam realizar a arte do grafite no local que será utilizado como espaço de leitura.

“Eles vão dar uma nova cara para o espaço que será utilizado por eles nas atividades de leitura”, contou Lucila Girão.

Texto: Ronaldo Quadros
Ascom Imprensa Oficial do Estado

segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Imprensa Oficial entrega livros ao projeto Roda Livro de Santarém

A Imprensa Oficial do Estado, por meio do projeto de incentivo à leitura Livro Solidário, entregou neste sábado, 3, cerca de 800 livros para o projeto Roda Livro, situado em Santarém, que busca implantar em diversas minibibliotecas, especialmente nos bairros periféricos, onde não há acesso a bibliotecas e livros de qualidade.

A entrega aconteceu como parte da programação da autarquia no IX Salão do Livro da Região do baixo Amazonas, que iniciou no dia 2 e vai até o dia 11 de setembro, no Espaço Pérola de Tapajós, e tem como escritora homenageada Amarilis Tupiassu e como tema Terra Um País de Todos. O evento é organizado pela Secretaria de Estado de Cultura, em parceria com a Prefeitura Municipal de Santarém. A entrada é franca.

O coordenador do Projeto Roda Livro Ericson Aires disse que a doação dos livros vai ajudar na ampliação do projeto. “Uma doação desse porte vai contribuir muito para que o projeto possa a atender mais pessoas e chegar a novos lugares. Pra nós é muito importante (a doação), e ficamos muito honrados por acreditarem no nosso trabalho”, comentou.

Ericson Aires informou que atualmente o projeto está instalado em cinco pontos na cidade de Santarém, “mas a pretensão é chegar a todos os bairros da cidade”.  
Segundo a coordenadora do Livro Solidário, Carmen Palheta, a doação só foi possível devido à parceria e credibilidade do projeto junto à população paraense que tem realizado diversas doações de livros novos e usados, além de gibis e revistas.


O Projeto Roda Livro é um projeto de incentivo à leitura que tem como objetivo inserir a leitura no cotidiano das pessoas através da criação e implantação de minibibliotecas por todos os bairros da região do Tapajós, além das associações comunitárias, de classe, ongs, espaços públicos,  privados entre outros.



Texto: Ronaldo Quadros
Ascom Imprensa Oficial do Estado

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Imprensa Oficial ajuda na implantação de Biblioteca Comunitária

A Imprensa Oficial do Estado, por meio do projeto de incentivo à leitura Livro Solidário, doou cerca de 550 livros de interesse geral, técnicos, juvenil e adulto para o Centro Comunitário Nova Marambaia (CCNOMA). A doação aconteceu na última sexta-feira, 19, e foi entregue pela equipe do Livro Solidário à técnica administrativa do Centro Lia Mara.

As obras doadas vão ajudar na criação da Biblioteca do CCNOMA. “Agora o centro terá sua biblioteca aberta ao público” comemorou Mara. Segundo ela, com o apoio do Projeto Livro Solidário, vai ser possível oferecer aos frequentadores do espaço, atividades voltadas à leitura.

O CCNOMA oferece práticas para a terceira idade, aulas de Judô, curso de informática, escolhinha de futsal, entre outros. “No entanto, atividades ligadas à leitura nunca ganharam força por falta de parceria. Agora, com essa doação, podemos realizar atividades de contação de histórias, reforço escolar e as demais atividades ligadas à leitura”, contou Junior Bastos, presidente do CCNOMA.

Junior conta que encontrou em contato com o Livro Solidário por meio da internet. “Procurava projetos que pudessem ser parceiros na área da leitura. E nessa busca, encontrei o blog do projeto, conheci os espaços de leitura que são mantidos pelo Livro Solidário e coloquei na cabeça que poderíamos ter um aqui, e hoje esse sonho está sendo realizado”, relatou emocionado.

“Nós recebemos pedidos de doações de livros de diversos municípios, além da capital, e tentamos atender da melhor forma possível” contou a técnica do Livro Solidário, Lucila Girão, que diz sentir-se gratificada por poder ajudar na realização desses sonhos.

Texto: Vanize Soeiro




quarta-feira, 13 de julho de 2016

Biblioteca Arthur Viana recebe doações do projeto Livro Solidário

A Imprensa Oficial do Estado (IOE) por meio do projeto de incentivo à leitura Livro Solidário doou na terça-feira, 12, cerca de 300 livros técnicos para a Biblioteca Pública Arthur Vianna, a mais importante biblioteca pública do estado do Pará. São obras que abrangem diversos temas como saúde, aromas regionais, atos dos governadores paraenses, entre outros.

Segundo a técnica do Livro Solidário Lucila Girão, os livros entregues à biblioteca são frutos das doações recebidas pela IOE da população paraense que tem contribuído com os mais diversos tipos de livros para o projeto. Lucila esclarece que as doações passam por uma avaliação geral e são selecionados os que vão enriquecer os acervos dos Espaços de Leitura que funcionam em escolas e outras instituições públicas.

“Os livros que não se enquadram no perfil dos nossos atendidos, nós procuramos encaminhar para outros locais que possam aproveitar esse material, de forma que ele tenha uma destinação social”, contou Girão. “Desta vez nós contatamos a Biblioteca Arthur Vianna atende um público variado, com uma média de dois mil visitantes por dia, e eles mostraram interesse em receber esse material que vai servir de pesquisa para estudantes e pesquisadores”, resumiu Lucila Girão.A Biblioteca Pública Arthur Vianna abriga um acervo de aproximadamente 500 mil volumes, incluindo-se livros técnicos, didáticos, de arte, literatura, além das obras de referência, como enciclopédias, dicionários, atlas e manuais, e setor de periódicos, com revistas especializadas e gerais, boletins, folhetos, almanaques, jornais de circulação local e nacional e publicações oficiais da União.

Texto Ronaldo Quadros
Ascom Imprensa Oficial do Estado

quinta-feira, 9 de junho de 2016

Biblioteca da Uepa recebe cerca de 2.500 livros do projeto Livro Solidário

A Imprensa Oficial do Estado, por meio do projeto de incentivo à leitura Livro Solidário, doou nesta quinta-feira, 9, cerca de 2.500 livros para o Sistema de Bibliotecas da Universidade do Estado do Pará (Uepa), que vão ser distribuídos para as 21 bibliotecas em Belém e interior do Estado. O acervo foi entregue pela equipe do projeto à diretora da Biblioteca Central da Uepa, Rita Almeida, que agradeceu em nome da instituição.

Rita Almeida disse que o acervo doado, composto em sua maioria de livros técnicos, além de literatura em geral, “vai subsidiar as bibliotecas setoriais que fazem parte do Sistema de Bibliotecas da Uepa, que são cinco na capital, 15 do interior, além do Planetário”, informou.

A coordenadora do Livro Solidário, Carmen Palheta, reforçou a importância da doação e da parceria que foi firmada com a Uepa para troca de acervo entre as instituições. “Esse acervo de livros técnicos doados pela população, muitas das vezes não atendem às necessidades do projeto, mas será de grande valia para a Universidade do Estado”, acredita Palheta.

Além de atender os alunos da universidade, Rita Almeida contou que o acervo vai chegar também à população que frequenta as bibliotecas. “Elas só não podem fazer o empréstimo de livros, mas as bibliotecas são abertas ao público em geral, respeitando o horário de funcionamento de cada uma”, esclareceu.

Pela parceria firmada, ficou acertado que quando a IOE tiver material que atenda às diversas áreas do conhecimento da universidade, ele será encaminhado à instituição de ensino. “E quando nós tivermos livros que atendam à necessidade do projeto, faremos também a doação para o Livro Solidário”, afirmou Rita Almeida.
A diretora da Biblioteca Central da Uepa louvou a inciativa da Imprensa Oficial do Estado de coordenar um projeto como o Livro Solidário. Segundo Rita Almeida “no mundo moderno, a gente considera informação como poder. Então, se você lê, você consegue ter bastante informação para interagir melhor com a sociedade”, finalizou.

Texto: Ronaldo Quadros
Ascom Imprensa Oficial do Estado