quinta-feira, 11 de maio de 2017

Livro Solidário recebe doações de livros de moradores de Belém

A Imprensa Oficial do Estado já recebeu, só nos primeiros quatro meses deste ano, cerca de três mil livros doados por editoras e a população paraense. Na manhã desta quinta-feira, 11, a contadora Ana Maria Barroso entregou, na sede da Imprensa Oficial, cerca de 100 livros, entre técnicos e infantojuvenil.

Ela contou que quando mudou de residência empacotou todo seu acervo de livros e fez uma seleção dos que poderiam ser doados. “Eu costumo fazer doações de livros que não estejam sendo usados por mim e nem por meus filhos”, contou, informando que sempre incentiva os filhos a lerem dando livros de presente.

“Eu também apoio e incentivo eles a doarem os livros que já leram, para que outras pessoas que não tenham condições de comprar livros novos possam ter acesso à leitura. Isso é muito importante”, completou Barroso.

Ana Maria Barroso foi recebida pela técnica do Livro Solidário, Lena Arruda, que informou que as doações recebidas que vão compor os acervos dos Espaços de Leitura do Projeto Livro Solidário, “além de contribuir com inciativas que tem o incentivo à leitura como finalidade”, pontuou.



Serviço:
As doações de livros para o projeto podem ser feitas diretamente na sede Imprensa Oficial do Estado, localizada na Travessa do Chaco, 2271, no Bairro do Marco. Mais informações pelo telefone: 4009.7847.

Associação Adventista do Pará doa livros de autoajuda

A Associação Adventista do Pará doou hoje, 11, cerca de 100 livros da escritora Ellen G. White intitulado "Em Busca da Esperança" do segmento de autoajuda. 

"A Associação já é nosso parceiro. Todos os anos eles fazem doações para o projeto Livro Solidário", informou a técnica do projeto Lucila Girão. 


quinta-feira, 4 de maio de 2017

Imprensa Oficial recebe doações de livros do grupo editorial Somos

“Estamos muito felizes com essa grande doação do grupo Somos Educação. São livros novos e infanto-juvenis que atendem ao segmento que mais precisamos”, comemorou a técnica do projeto Livro Solidário, Lucila Girão, sobre a doação de mais de 700 livros recebidos na quarta-feira, 03, da editora Scipione, enviados pelo grupo após contato realizado por meio da empresa Synergos, que apoiou a campanha de incentivo à leitura ‘Leia - Mude sua história’, coordenada pela Secretaria de Comunicação do governo do Estado (Secom) e que possui como objetivo incentivar o hábito da leitura e diminuir o índice de analfabetismo do Pará.

Entre as obras estão os títulos “O Cravo e a Rosa” de Sílvio Romero, “Amigos Para Ler e Contar” de Nílson José Machado, “Ai, Que Medo!!!” de Regina Siguemoto e Martinez, “Barriga de Minhoca, marinheiros de Cabral” de Atilio Bari, todos ricamente ilustrados, além de “Histórias do Pré-Modernismo” e “Fome”, ambos de vários autores.

Segundo Lucila Girão, os livros vão abastecer os acervos dos Espaços de Leituras do projeto de incentivo à leitura Livro Solidário, coordenado pela Imprensa Oficial do Estado (IOE) e Núcleo Articulação e Cidadania (NAC), em parceria com a (Secom). “Como são livros novos, vamos poder atender também os hospitais que possuem os Carrinhos de Leitura do Livro solidário e que desenvolvem outros projetos de incentivo à leitura como terapia da leitura e brinquedotecas”, informou Girão.

A coordenadora do Livro Solidário, Carmen Palheta, louvou a iniciativa da Secom que “costurou” a parceria com o conglomerado Somos e Grupo Santillana para doação de livros para a Imprensa Oficial. “Está sendo muito produtiva essa parceria, que tem dado um novo gás ao projeto Livro Solidário para o recebimento de doações de livros”. Ela informou que neste semestre serão inaugurados mais três novos Espaços de Leitura com apoio do projeto.

Serviço: As doações de livros para o projeto podem ser feitas diretamente na sede Imprensa Oficial do Estado, localizada na Travessa do Chaco, 2271, no Bairro do Marco. Mais informações pelo telefone: 4009.7847.

Texto: Ronaldo Quadros
Fotos: Lena Arruda






quinta-feira, 27 de abril de 2017

Cursinho Solidário da Uepa/Castanhal recebe livros da Imprensa Oficial

Cerca de 400 livros, entre didáticos e de literatura em geral, vão servir para ajudar estudantes do Cursinho Solidário realizado pela Universidade do Estado do Pará (Uepa), Campus Castanhal, no nordeste do Pará. Os livros foram doados nesta quinta-feira, 27, pela Imprensa Oficial do Estado (IOE), por meio do projeto Livro Solidário, e irão compor a biblioteca do Campus.

Segundo a bibliotecária do Campus, Aline Barbosa, os livros serão utilizados pelos alunos do cursinho em trabalhos de pesquisas escolares e também podem ser emprestados para que levem pra casa e depois os devolvam. “Nós também vamos realizar um concurso de redação a partir das leituras desses livros doados”, informou Barbosa.

Ela agradeceu à IOE a doação dos livros em nome da Uepa e reforçou que as edições vão dá um suporte melhor para a biblioteca. “Agora os alunos vão poder ir à biblioteca, fazer a pesquisa e levar o livro pra casa, por exemplo. Vai ser um ganho muito grande no aprendizado deles”, pontuou.

A coordenadora do projeto Livro Solidário, Carmen Palheta, disse que a parceria com a Uepa é importante “porque o projeto acaba tendo um alcance além do que projetamos e o foco do projeto se amplia no momento em que a gente consegue colaborar com outros projetos como esse da Universidade”. “ É o próprio exercício da cidadania, com a inclusão, cada vez mais, de novos leitores; e a campanha do governo busca exatamente isso”, pontuou.

Cursinho - Os graduandos do campus de Castanhal da Universidade do Estado do Pará (Uepa) promovem o Cursinho Solidário para os estudantes carentes da cidade. Disciplinas como Física, Química, Biologia, Matemática, Português, Redação, Literatura e História vão ser ministradas pelos alunos da Universidade de forma gratuita.

A iniciativa, realizada por universitários da instituição, objetiva a preparação de alunos do terceiro ano para os processos seletivos da Uepa – Prise e Prosel - e para a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Os interessados podem se inscrever na coordenação do campus, apresentando cópias do RG, CPF, histórico escolar ou declaração de matrícula, uma foto 3x4 e R$ 2 usado no pagamento da taxa para confecção da carteirinha de identificação.


Pessoas que já concluíram o ensino médio também poderão se inscrever e assistir às aulas ministradas pelos universitários sobre os conteúdos de matemática, física, química, biologia, redação, língua portuguesa e literatura.

Texto: Ronaldo Quadros com Ascom/Uepa.
Fotos: Ronaldo Quadros







Projeto leva leitura para encarcerados do estado do Pará

Uma equipe do projeto A Leitura quer Liberta criada por meio de convênio entre a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e a Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe) formada pelos professores Idajane Monte Verde Silva (coordenadora do projeto), Andréa da Silva Pastana, Washington Falcão Jr, Alda Regina Mota e Sérgio Bandeira, esteve na quarta-feira, 26, na Imprensa Oficial do Estado (IOE) para apresentar o projeto e solicitar doações de livros do projeto de incentivo à leitura Livro Solidário.

Eles foram recebidos pela coordenadora do Livro Solidário e diretora de Documentação da IOE, Carmen Palheta, pelo diretor Industrial, Augusto Henrique da Silva Neto, e pela técnica do Livro Solidário, Lucila Girão.


Os professores solicitaram a doação de livros clássicos da literatura brasileira e estrangeira, além de livros de auto ajuda, meio ambiente e ficção. “A equipe da IOE vai fazer uma seleção e em outra oportunidade realizar essa doação”, explicou Carmen Palheta.




quarta-feira, 26 de abril de 2017

Escola Ribeirinha recebe espaço de leitura do Livro Solidário

No próximo sábado (29), os alunos da Escola Municipal de Ensino Médio e Fundamental Espírito Santo, no município do Acará, vão receber um Espaço de Leitura do Livro Solidário, projeto coordenado pela Imprensa Oficial do Estado (IOE) e pelo Núcleo Articulação e Cidadania (NAC). A entrega é mais umas das ações que o governo do Estado promove por meio da campanha "Leia - Mude sua História".

A escola beneficiada fica em uma comunidade ribeirinha do Baixo Acará chamada Genipaúba. No local vivem mais de 100 famílias. A escola também atende alunos de outras duas comunidades ribeirinhas próximas: Igarapé Caixão e São Pedro, onde vivem cerca de 30 e 60 famílias, respectivamente. A instituição de ensino funciona nos períodos da manhã e tarde, da Educação Infantil ao quinto ano. São 127 alunos na faixa etária de três a 14 anos. O local foi escolhido por não dispor de biblioteca.

A embarcação com os livros e estantes sairá do Grupamento Fluvial, em Belém, por volta de 8h30 do sábado. A viagem até a escola ribeirinha dura cerca de uma hora. Além do espaço de leitura, haverá apresentação do grupo Ayvu Rapyta Contadores de História. A ação é uma parceria entre o Núcleo Articulação e Cidadania (NAC), Imprensa Oficial do Estado do Pará (IOE), Secretaria de Estado de Comunicacão (Secom) e Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe), que doou as estantes e puffs, confeccionados por detentos, para decorar o espaço.

Alguns dos livros que farão parte do espaço foram doados durante o evento de lançamento da campanha de leitura, dia 11 de abril, no Teatro Margarida Schivasappa (Centur), em Belém. A ação tem o intuito de tornar a leitura um hábito frequente, um verdadeiro desafio no Brasil. Segundo pesquisa divulgada em 2016, pelo Instituto Pró-Livro, o brasileiro apresenta a média nacional de apenas 2,88 livros lidos por pessoa ao ano.

Atualmente o Livro Solidário possui sete espaços de leitura e, no ano passado, apoiou 50 projetos com a doação de cerca de 14 mil livros. Até o final do ano, a previsão é implantar espaços de leitura também na Creche Cordeirinho de Deus (no bairro de São Brás, em Belém); na Escola Municipal de Ensino Fundamental Gregório Rosa Filho (na Comunidade Quilombola Abacatal, em Ananindeua), na Escola Estadual Panorama XXI (no Conjunto Panorama XXI, também em Belém) e Polo Pro Paz UFRA (Comunidade Taboquinha, na área do Cubatão, em Icoaraci).

Quem quiser fazer doações de livros pode procurar o Projeto Livro Solidário, que fica na sede da Imprensa Oficial do Estado, na Travessa do Chaco, 2271, bairro do Marco, em Belém. Telefone: (91) 4009-7847 / email: livrosolidario@ioe.pa.gov.br. Na página da internet www.pa.gov.br/leitura é possível saber como montar um ponto de leitura, iniciar um projeto de arrecadação de livros, localizar outros postos para doações de obras, além de acessar e fazer download de toda a campanha de incentivo à leitura.


Data da Pauta:       29/04/2017 08:30h
Expira em:    29/04/2017 12:00h
Local: Saída do Grupamento Fluvial da Segup para a escola no Baixo Acará
Endereço:    Rodovia Arthur Bernardes - próximo da Base Naval de Belém

Contatos:     Erika Torres (Ascom NAC): 91 99101-6568 ou 91 9 8442-6971 // E-mail: comunicacaonac@gmail.com

Texto: Agência Pará


terça-feira, 25 de abril de 2017

Secretaria de Comunicação entrega livros para Imprensa Oficial do Estado

Cerca de 80 livros arrecadados pela campanha ‘Leia - Mude Sua História’, desenvolvida pelo governo do Estado, foram entregues nesta terça-feira, 25, ao projeto Livro Solidário, coordenado pela Imprensa Oficial do Estado e vinculado ao Núcleo de Articulação e Cidadania.

Os livros foram doados pelos servidores da Secretaria de Comunicação do Governo do Pará (Secom) que, assim como outros órgãos do governo, está estimulando o “desapego” dos livros, ou seja, a consciência de que livro já lido e parado nas estantes pode ganhar mais utilidade nas mãos de outras pessoas que não têm chance de adquiri-lo.

“ É uma oportunidade que podemos dar para que mais pessoas possam adquirir conhecimento com essas obras”, comentou Carmen Palheta, coordenadora do projeto Livro Solidário. Ela elogiou a iniciativa dos órgãos do governo que estão se mobilizando para arrecadar livros e colaborarem mais ainda com ações de leitura.
 Lucila Girão, técnica o projeto, informou que os livros recebidos na manhã de hoje serão higienizados, catalogados e depois distribuídos aos novos Espaços de Leitura que serão implantados pelo projeto.

“É através dessas doações que nós aumentamos e renovamos os acervos dos Espaços de Leitura já existentes e dos novos que estão sendo montados, além de incentivar projetos já existentes. Só na semana passada nós inauguramos os espaços de leitura no Parque Shopping e no Pro Paz Mangueirão”, exemplificou Lucila.

Ao longo deste mês, todas as secretarias e instituições ligadas ao Governo estão recebendo um kit para incentivar a doação de livros, por parte de seus servidores e também das pessoas que moram nos arredores. O kit é composto por cartazes da campanha e de incentivo à doação, além de marcadores de texto e um tutorial explicando como o ponto de arrecadação pode ser montado.

Todo o material será entregue ao Livro Solidário. Uma das doadoras foi a servidora Mirian Vilhena. Ela conta que não costuma dar seus livros, mas desta vez resolver aderir à campanha. “Vi alguns exemplos da necessidade, por isso resolvi participar. Fiquei sensibilizada pela campanha”, diz à servidora que entregou cinco obras.
Para ela, ler é essencial, por várias razões. “Para entrar em contato com o novo, com descobertas e, principalmente, para ampliar os horizontes”, acredita.

As pessoas que desejam colaborar, podem se dirigir a sede do Livro Solidário (na Travessa do Chaco, 2271) para fazer sua doação. Quem quiser saber mais sobre a campanha, pode acessar o endereço  www.pa.gov.br/leitura. A página contém matérias, tutoriais, material para download, dicas de como montar um ponto de leitura, projetos de arrecadação, locais para doações de obras, informações sobre editais de Literatura da Fundação Cultural e um contador mostrando o número de doações recebidas pelo Projeto Livro Solidário, que atualmente marca 1.350 obras arrecadadas.

Texto: Ronaldo Quadros com apoio de Alexandra Cavalcante (Secom)
Ascom Imprensa Oficial do Estado